‘Água é vida, água é saúde’ diz diretor dos Urbanitários na Comissão de Direitos Humanos

O diretor do Sindicato dos Urbanitários do Acre, Domingos do Monte, participou, na última quinta-feira (5) de uma audiência pública na Comissão de Direitos Humanos, do Senado Federal, para tratar da MPV 844/2018 (a MP da Sede e da Conta Alta) que altera o marco legal do saneamento básico. Os convidados da reunião se mostraram contrários à medida, que segundo eles é inconstitucional e trata a água como mercadoria, tornando-a mais cara.

Domingos ressaltou a importância de barrar a Medida Provisória para o bem da população brasileira, principalmente aquelas que moram em cidade pobres. Esse disse ainda que os parlamentares devem ajudar o povo e não atrapalhar.

“A nossa luta é uma luta de toda sociedade brasileira. É preciso debater com o povo esse problema. Os parlamentares estão aqui para ajudar o povo e não para atrapalhar. A MP vem para atrapalhar, principalmente, as cidades mais pobres, pois caso seja aprovada a privatização da água esses lugares irão passar muitas necessidades. Elas não terão acesso a uma água potável e um esgotamento sanitário”, disse o diretor.

Domingos ainda salientou que o saneamento básico brasileiro não deve ser tratado como mercadoria, mas sim, com um direito humano e um dever do governo.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *