Urbanitários participam de Audiência Pública em Acrelândia

O Sindicato dos Urbanitários do Acre participou, a convite do Conselho de Consumidores, de uma Audiência Pública, no último dia 18, no município de Acrelândia. O debate foi realizado na Câmara dos Vereadores e contou com a presença de autoridades e consumidores de energia.

O presidente do Conselho de Consumidores, o radialista Ivan de Carvalho, ressaltou a importância do encontro para levar a população o trabalho desenvolvido pela entidade e também poder ouviu a demandas dos consumidores e formalizar um documento para procurar resolver os problemas.

“Estamos em Acrelândia para debater pontos importantes em relação à distribuição de energia neste município. A participação da comunidade tanto urbana como rural é essencial para sabermos a realidade. Temos a consciência que desse encontro sairá várias demandas e, nós como conselho, iremos cobrar a resolução desses problemas”, disse Ivan de Carvalho.

Durante a Audiência Pública foi levantado a questão sobre a possível privatização do setor elétrico no Acre. O presidente do Sindicato dos Urbanitários do Acre, Fernando Barbosa, afirmou que caso haja a venda da empresa à iniciativa privada a população, principalmente de baixa renda, será a mais prejudicada.

“Não podemos simplesmente fechar os olhos e deixar que o Governo Federal privatize a Eletrobras. Essa empresa é do povo brasileiro e tem um papel social muito importante e por isso o Sindicato dos Urbanitários tem entrado na briga para garantir que essa empresa continue sendo uma estatal”, salientou.

Outro ponto levantado por Fernando foi à questão dos projetos com Luz para Todos e Tarifa Social, que são ações subsidiados pelo Governo Federal e, caso a empresa seja venda, estarão com seus dias contados.

“Será que os empresários vão bancar os projetos sociais? Claro que não. Eles estão buscando tão somente o lucro. Projetos sociais é obrigação do Estado e por isso estamos buscando apoio na esfera política e também na jurídica para barrar a venda de mais um patrimônio do povo brasileiro”, disse.

O secretário-geral do Sindicato dos Urbanitários, Marcelo Jucá, disse que enquanto os políticos do Nordeste todos se uniram para evitar a venda de empresa na região, os acreanos poucos estão mostrando interesse para o assunto.

“Contamos nos dedos quantos parlamentares já puxaram essa discussão. Precisamos nos unir para buscar uma solução para esse problema. Privatizar não é sinônimo de melhorar o serviço oferecido. A tendência é a precarização do serviço e o aumento da tarifa e, no final, que vai sair perdendo nisso tudo será o povo brasileiro”, afirmou.

O Sindicato dos Urbanitários do Acre vem percorrendo alguns municípios acreanos e levantando esse debate em favor a não privatização do setor elétrico.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *