Urbanitários repudiam intervenção política na escolha de cargo técnico na Eletronorte

O presidente do Sindicato dos Urbanitários do Acre, Fernando Barbosa, declarou o repudiu pela forma com que está sendo feita as nomeações dos cargos técnicos na Eletronorte. Segundo ele, está ocorrendo intervenção antidemocrática por um parlamentar, que quer garantir seu poderio e mostrar sua força política.
No início de 2017, a Eletronorte nomeou novos nomes para assumir a gerência administrativa, a gerência operacional e também a direção da regional. Segundo a empresa, a nomeação foi feita pela capacidade técnica de cada funcionário.
“Essa mudança, de acordo com a empresa, não teve intervenção política. A escolha foi estritamente profissional”, disse o presidente.
Depois da mudança feita pela empresa, Fernando Barbosa teve uma reunião para tratar de um assunto, que não tinha haver com as nomeações, com o senador Sérgio Petecão. Durante o encontro, o parlamentar se mostrou encomodado pela nomeação e afirmou que iria ao Ministério de Minas e Energia para reverter às nomeações.
“Quando o senador Sérgio Petecão ficou sabendo das nomeações entendeu que seria ele o responsável por essas nomeações, pois segundo ele, fazia parte de um acordo com o governo Temer que as nomeações de cargos federais no Acre seriam de responsabilidade dele”, ressaltou Barbosa.
Meses mais tarde, o gerente regional foi exonerado do cargo, deixando a vaga para um nome indicado, provavelmente pelo parlamentar. Para o Fernando, o problema não é em relação às mudanças e sim como elas estão sendo feitas.
“A questão não é quem está sendo nomeado, mas sim a intervenção política na escolha dos cargos. Esse é grande questionamento dos trabalhadores da Eletronorte, principalmente quando essa escolha é feita em uma área estritamente técnica e que se trata, essa capacidade técnica, com uma coisa banal”, salientou.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *