Reunião define retirada de Saneamento Básico do projeto de Parceria Público Privado

Os vereadores Artêmio Costa (PSB), Railson Correa (PTN) e o os diretores do Sindicato dos Urbanitários do Acre se reuniram na Câmara Municipal de Rio Branco, na tarde de ontem, 31, para definir a retirada do Saneamento Básico do projeto de Parceria Público Privado (PPP), encaminhado pelo Executivo.

Durante o encontro, o relator do projeto, vereador Artêmio Costa, confirmou a preocupação assim que o projeto chegou à Câmara. Segundo ele, a primeira iniciativa foi ouvir os sindicatos e todos os trabalhadores envolvidos.

“Procuramos abrir um debate e ouvir a todos. Depois disso levamos as reivindicações ao prefeito Marcus Alexandre e mostramos que alguns pontos poderiam trazer prejuízos tanto aos trabalhadores como à população”, disse Artêmio.

As áreas retiradas do PPP foram a Educação, Saneamento Básico e Saúde. De acordo com Artêmio, a Iluminação Pública ficará dentro do projeto de parceria.

“Um dos grandes problemas na nossa cidade é a Iluminação Pública. Existem bairros e avenidas que estão às escuras e isso gera perigo para quem trafega por esses locais. Por isso esse setor deve continuar dentro do projeto de Parceria Público Privado”, disse.

Já o vereador Railson Correa (PTN) ressaltou a importância que todos os envolvidos tiveram durante as alterações do projeto. Segundo ele, a intenção é apresentar um projeto que não prejudique a sociedade como um todo.

“Como servidor do Saneamento não poderia ser a favor desse projeto. Por isso defendi a sua retirada do PPP, pois entendo que tanto os trabalhadores como também a população não podem ter prejuízos”, ressaltou o parlamentar.

O presidente do Sindicato dos Urbanitários do Acre, Fernando Barbosa, analisou a reunião com uma vitória dos trabalhadores e do povo rio-branquense. Para ele, os vereadores entenderam que alguns setores não podem ser entregues ao setor privado.

“Saímos da reunião com a sensação do dever cumprido. Sabemos que ainda falta a aprovação do projeto, mas os vereadores entenderam que o melhor para todos é o Saneamento, a Educação e também a Saúde não faça parte da PPP”, afirmou o presidente.

Segundo o diretor dos Urbanitários, Mauricélio França, a aprovação da PPP em Rio Branco era um tema que gerava preocupação a todos os servidores do Saneamento Básico.

O Sindicato dos Urbanitários procurou através de debates e audiências públicas mostrar aos vereadores os prejuízos, caso aprovasse o projeto.

“Estamos felizes pelo rumo que ocorreu a conversa, mas só estaremos satisfeito quando o projeto, como a retirada do saneamento básico, for aprovada na Câmara de Vereadores”, disse o diretor.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *