Sindicato dos Urbanitários intensifica luta contra privatização do setor elétrico

Preocupado com as ameaças do Governo Federal a favor da privatização do setor elétrico, o Sindicato dos Urbanitários do Acre intensificou a luta contra a possível aprovação desse projeto.

No Acre, os sindicalistas têm realizado Audiências Públicas com o objetivo de debater com deputados estaduais, e também os vereadores de Rio Branco, o futuro do setor elétrico caso haja a privatização.

“Estamos levando esse assunto aos vereadores, deputados e explicando o prejuízo que vai existir à população caso a privatização do setor elétrico ocorra”, disse Mauro Bezerra, diretor do Sindicato dos Urbanitários do Acre.

De acordo com Mauro Bezerra, a intenção é levar esse debate a todas as Câmaras Municipais de todo o Estado do Acre.

A preocupação do sindicato não é somente como os funcionários, mas principalmente com a população que será a mais prejudicada caso ocorra à privatização. Os programas sociais, como Tarifa Social e Luz para Todos, estarão com seus dias contados”, ressaltou Mauro.

Apoio jurídico

O Sindicato dos Urbanitários e trabalhadores contrataram uma assessoria jurídica com intuito de barrar o projeto de privatização do setor elétrico. Os advogados apresentaram uma proposta de Audiência Pública ao Deputado Paulão do PT na Câmara dos Deputados, para viabilizar um debate no congresso sobre a privatização e angariar força política para a luta.

Além disso, já foi dado entrada em um Requerimento de Informações ao BNDES para questionar a contratação da consultoria para as privatizações. Outro ponto importante é a questão da revisão tarifária. Os advogados estão finalizando requerimento de informações à ANEEL, ELETROBRAS e MME que será protocolizado para obtermos mais informações sobre a questão.

Articulações políticas

O Sindicato também tem buscado fazer articulações com deputados federais e senadores, no intuito de buscar apoio e adoção de medidas contra a privatização.

Agora a intenção do Sindicato dos Urbanitários é levar esse debate também aos deputados estaduais de todo o Brasil e com isso realizar Audiências Públicas nas Assembleias Legislativas para discutir com as autoridades engajadas na luta.

Em breve será encaminhada representações ao Ministério Público com o objetivo que também essa instituição possa colaborar na investigação do processo de privatização.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *